skip to Main Content

Ibgeano, participe das atividades de 10 de novembro

A mobilização nacional de 10 de novembro será uma resposta dos trabalhadores ao pacote de medidas do governo Temer, que prevê o congelamento salarial para o funcionalismo, em 2018, e o aumento de 11% para 14% da contribuição previdenciária dos servidores, além da redução do valor previsto para o salário mínimo. Neste “Dia Nacional de Luta em defesa dos nossos direitos” estão sendo convocadas paralisações, passeatas e manifestações em todo o Brasil. No IBGE você pode fortalecer esta luta, juntando-se aos demais colegas nas atividades convocadas pelo seu Núcleo Sindical no IBGE (assembleia, panfletagem, debate) e participando dos atos unificados dos trabalhadores na sua cidade. Nesta semana (6 a 10/11) também estarão sendo eleitos nas assembleias, em todos os estados, nossos representantes de base à reunião da Direção Nacional plena da ASSIBGE-SN, de 24 a 27 de novembro, em Niterói(RJ). É hora de programar nosso calendário de mobilização para 2018 e exigir nossas reivindicações do Governo e da Direção do IBGE.  

Read More

Vote em candidatos comprometidos com a luta dos servidores para o Comitê de Carreira

O Comitê de Carreira (CGPCC) é o único espaço institucional em que os representantes dos servidores são eleitos para, em composição paritária com os indicados pela direção, debater os problemas e reivindicações da categoria no que diz respeito não só ao acompanhamento do plano de carreiras e cargos, mas em toda a execução da política de Recursos Humanos do IBGE. O Comitê é previsto na própria lei de carreira, sendo fruto de emenda pedida pela ASSIBGE, e já teve papel fundamental para evitar graves injustiças, em especial quando da análise de processos de GQ e RT, quando os membros eleitos com o apoio da ASSIBGE levaram a discussão elementos que reverteram muitas negativas de pedido por parte da CRH. Seu caráter democrático incomoda alguns gestores de perfil autoritário e alheios à legalidade, e por conta disso o CGPCC tem sofrido ataques, com a frequência de reunião e competências restringidas através de alterações unilaterais nas normas internas que o regulam. Importante pontuar que a última reunião presencial ocorreu em 2015, a última reunião por videoconferência ocorreu em fevereiro, violando assim a própria R.CD que o regulamenta. Igualmente grave, um dos candidatos teve sua candidatura não homologada de forma absolutamente arbitrária. Por…

Read More

Sindicato obtém primeira vitória na ação judicial pelo reajuste de adicional de campo

A ASSIBGE-SN obteve importante vitória na ação que pede o reajuste da gratificação de campo, sempre que houver aumento do valor da diária. A decisão abrange todos os servidores da ativa que trabalham e aposentados que trabalharam em tarefas de campo, cobrando também valores retroativos. A decisão de primeira instância foi publicada em 18 de outubro de 2017 e ainda cabe recurso. Lembramos que a ASSIBGE-SN mantém o pedido de extensão do pagamento da gratificação de campo aos colegas temporários. Tivemos decisão favorável à nossa ação judicial em primeira instância, mas perdemos na segunda. No entanto, a reivindicação continua na pauta do Sindicato.

Read More

Medidas do governo constituem assédio moral coletivo contra servidores, dizem sindicalistas

Participantes de audiência pública na Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara nesta terça-feira (31) classificaram medidas recentes do governo de “assédio moral coletivo por parte do Estado” contra os servidores públicos. Assédio moral é toda conduta abusiva, repetida de forma sistemática, que atinge a dignidade ou a integridade psíquica ou física de um trabalhador. Entre as medidas destacadas estão planos de desligamento voluntário (PDVs) lineares e redução de jornada com redução de salário (MP 792/17); adiamento de reajustes salariais já acertados e aumento de contribuição previdenciária (MP 805/17); sucessivas propostas de reforma da Previdência pública (PEC 287/16) e projetos de lei que permitem a demissão de servidor estável por insuficiência de desempenho (PLS 116/17, no Senado). As medidas anunciadas, segundo os representantes de servidores, buscariam culpar o servidor pela situação fiscal do País ao desvalorizar a sua atividade, enaltecendo o seu custo. Os participantes da audiência criticaram o caráter linear do PDV, pois partiria da ideia de que há excesso de servidores em qualquer setor. Também foi citada a possibilidade de o servidor ficar trabalhando na iniciativa privada e no setor público ao mesmo tempo, o que poderia gerar conflitos de interesse. Representante do Ministério do…

Read More

Não vamos pagar a conta do ajuste fiscal de Temer e sua quadrilha

Vamos à luta em 10 de novembro em todo o país! O governo Temer abriu guerra contra o funcionalismo federal. Editou a Medida Provisória 805, que aumenta de 11% para 14% o desconto para a Previdência do servidor sobre a parcela dos salários que superar R$ 5 mil. De quebra, ainda congelou os salários do funcionalismo por mais um ano. A MP tem por objetivo garfar os servidores, já que não há transparência no uso dos recursos descontados do funcionalismo. Com isso, de uma só tacada, o governo induz o servidor a abandonar o atual regime previdenciário e a aderir ao tal Funpresp, que ainda não decolou. O Funpresp é mais uma armadilha. Trata-se de um sistema de aposentadoria administrado por grupos financeiros privados, de forma que o servidor contribui, mas não sabe quanto vai receber quando se aposentar. O governo alega que suas medidas fazem parte de um “ajuste fiscal”. Na verdade, trata-se de uma política de arrocho, que também atinge os trabalhadores da iniciativa privada, com a redução do valor do salário mínimo previsto para 2018. Essas medidas só reduzem o poder de compra dos trabalhadores, o que prejudicará ainda mais a economia. Não há qualquer proposta para…

Read More

Servidor: União publica esta semana medidas que afetam o funcionalismo

Aumento da alíquota previdenciária para 14% e alteração na estrutura de carreiras são algumas das ações pretendidas pelo governo Temer - Rio - O governo federal está para publicar esta semana as medidas provisórias (MPs) para o ajuste nas contas públicas e que afetam o funcionalismo. Entre elas, as consideradas de maior impacto para os servidores são a que aumenta a alíquota previdenciária de 11% para 14% e a de alteração na estrutura de algumas carreiras. Todas as ações estão na conta do novo orçamento para 2018 (prevendo déficit de até R$ 159 bilhões), que tem prazo para ser enviado ao Congresso até o fim deste mês. Aumento da alíquota para 14% deve valer a partir de fevereiroFernando Aguilar / Casa Civil A União só estava aguardando a Câmara votar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer e que acabou sendo rejeitada pelo Parlamento na quinta-feira passada. E o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha (foto), já havia afirmado que as MPs seriam editadas até o fim deste mês. A elevação da contribuição previdenciária para 14% será para quem ganha mais de R$ 5.531,31 (teto do INSS). A Casa Civil já havia informado à Coluna que a aplicação da nova…

Read More

Errata de Edital de Convocação

Reunião Extraordinária da Direção Nacional da ASSIBGE - Sindicato Nacional Informa-se que no anúncio publicado no jornal O Dia, no dia 25 de outubro de 2017, na página 4 do caderno de classificados, referente ao Edital de Convocação da Reunião Ordinária da Direção Nacional da ASSIBGE-SN, onde se lê “ordinária”, leia-se “extraordinária”.  Rio de Janeiro, 27 de outubro de 2017. Executiva Nacional da ASSIBGE - Sindicato Nacional  

Read More

Edital de Convocação – Reunião da Direção Nacional da ASSIBGE – Sindicato Nacional

A Executiva Nacional da ASSIBGE-SN, no uso de suas atribuições, conforme lhe confere o artigo 16° do Estatuto da Entidade, convoca os trabalhadores do IBGE, através de seus Núcleos Sindicais, para Reunião Ordinária da Direção Nacional da ASSIBGE-SN que se realizará de 24 a 27 de novembro de 2017. A pauta será constituída pelos seguintes temas: 1 - Informes da Executiva Nacional e dos Núcleos Sindicais; 2 - Conjuntura, Avaliação do Movimento; 3 - Campanha Salarial 2017; 4 - Alterações Estatutárias (nos artigos que foram autorizados pelo XII Congresso Nacional da ASSIBGE-SN); 5 - Eleição da Comissão Eleitoral Nacional da ASSIBGE-SN; 6 - Calendário e Plano de Lutas. As Assembleias para eleição de membros da Direção Nacional da ASSIBGE-SN devem ser realizadas até 15 (quinze) dias úteis antes do início da reunião. As Assembleias serão convocadas pelos Núcleos Sindicais e, na ausência ou omissão destes, pela Executiva Nacional ou por 10% (dez por cento) dos filiados vinculados ao Núcleo Sindical com uma antecedência de 48 quarenta e oito horas, conforme prevê o Estatuto da ASSIBGE-SN. A programação completa, bem como o local da realização da Reunião da Direção Nacional da ASSIBGE-SN, serão divulgados pela Executiva Nacional com a brevidade necessária.…

Read More

Lei que aprova demissão de servidor público gera debates na sociedade

O sonho de alcançar uma vaga no serviço público é uma constante na sociedade. Emprego considerado estável e bons salários atraem a quem busca um bom horizonte profissional. Mas por outro lado, o funcionalismo público, em sua execução, é apontado, muitas vezes, por ser ineficiente na prestação de serviços. Por conta dessa última característica, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou regras para a demissão de servidor público estável por "insuficiência de desempenho", aplicáveis a todos os Poderes, nos níveis federal, estadual e municipal. A regulamentação tem gerado debates na sociedade e é apontada por centrais sindicais como uma forma de desmobilizar e perseguir o servidor. Em sua justificativa para o projeto, a autora do PL, senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE), alega que, quase 20 anos depois da promulgação da Constituição Federal, o Parlamento "se mantém inerte ao mandamento constitucional" que determina a regulamentação de critérios para a avaliação periódica do desempenho dos servidores públicos. A senadora argumenta também que a "sociedade se sente lesada" ao pagar "pesados tributos" sem o retorno do investimento em bens e serviços. Mas para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal no Estado do Piauí, Paulo Bezerra, a…

Read More

Fórum dos Servidores promove Dia de Luta em Defesa dos Serviços Públicos em 27 de outubro

Será na sexta-feira, 27 de outubro, o Dia Nacional de Luta em Defesa dos Serviços Públicos, promovido pelo Fórum Nacional dos Servidores Federais (Fonasefe), com atividades em todo o país. A mobilização visa chamar a atenção da população para a importância da luta por mais recursos e a democratização dos órgãos públicos. A ASSIBGE-SN participará das atividades nas principais capitais, em conjunto com servidores de outras categorias do funcionalismo, levando suas denúncias e reivindicações. No Rio a mobilização será no Largo da Carioca, e a reunião preparatória do evento será na Sede do ANDES, nesta segunda-feira, às 17 horas.

Read More
Back To Top
Pesquisar